Se uma imagem vale mais que mil palavras, porquê não alguns minutos não valeriam mais que mil horas?

 

O clima era de tensão. Cavaleiros em formação junto ao portão principal com suas montarias e lanças, prontos para partir se fosse esta a ordem. Vários soldados da guarda real , e também alguns comerciantes e parte da população aguardavam no pátio.

Esperavam que a porta da sacada dos aposentos reais se abrisse e fosse dada a senteça.

Eis que as pesadas portas de carvalho , esculpidas com ornamentos de rosas se abre.

De dentro delas surge a rainha. Envolta num manto azul marinho de veludo, com bordados e franjas pesadas douradas. Uma túnica cinza e uma maquiagem típica de sua cultura, com arabescos nas laterais da face e algumas pequenas contas de safira enfeitavam sua fronte. E por fim a imponente coroa das três torres marcavam seus longos cabelos castanhos.

Logo em seguida seu arauto anuncia:

– A Rainha decidiu tomar parte na guerra!

 

O que antes era tensão se tornou em festa. Todos comemoravam. Sem nenhum esforço a rainha começou a flutuar sob a sacada , e a percorrer o telhado do castelo sem toca-los com os pés. Enquanto isso olhava ternamente para seu povo.

Suas vestes esvoaçavam suavemente como a fumaça de que sobe de uma vela recém apagada.

Diante dessa visão uma das crianças que ali estavam, sem deixar de tirar os olhos da mulher, perguntou a um adulto ao seu lado:

– Se vamos para a guerra ,porquê estão todos tão contentes?

O homem respondeu-lhe cheio de sapiência em sua voz:

– Quando a rainha toma parte na guerra, é ai que ela acaba.

 

Imagem

 

Anúncios