Para começar, essa coluna é algo de eu para mim, talvez a frase anterior tenha um tom de errada, e talvez os gramáticos estejam certos em me corrigir, mas quem conhece o mundo da escrita sabe que nem sempre estes seguem as normas gramaticais e é por essa liberdade que eu e o Rafa começamos este blog. Essa é uma coluna onde vou falar sobre a construção do que eu e ele chamamos de Neofagismo. E a qual as vezes o Rafa vai entrar no meio do meu texto e também dar seus pitacos, pois bem depois da linha pontilhada do continuar lendo vocês vão entender um pouco desse mundo louco, do qual fazem parte um estudante de Engenharia Mecânica e um Aspirante (Vestibulando) a jornalista.

Quando começamos esta bagunça, eu e o Rafael Marques Guimarães, começamos por acaso porque amavámos muito tudo isso, ou simplesmente porque temos um sonho, expor nossa arte, fazer aquilo que tantos outros antes fizeram. Mas de certa forma, nunca percebemos ou comentamos muito sobre a nossa sorte. Em tempos antigos grandes escritores eram assim como os de hoje formado pelas pessoas ao seu redor, era pŕeciso ser da alta roda, estar entre aqueles que tinham o mesmo dom para as artes que você, ser parte de uma seleta lista de intelectuais e ir crescendo com seus rivais próximos ou distantes, mas ainda assim próximos.

Com o advento de todas essas tecnologias, todos esse pré-requisitos são facilmente vencidos, para estar em uma elite basta que tenha acesso a alguns fóruns de discussão, ou ainda que aproveite seu Facebook e twitter para fazer amizades. Ter acesso a qualquer comunidade de discussão ou mídia social nos possibilitou em primeiro momento uma troca sem fim de idéias, e em um segundo momento até certa visibilidade, claro se batalha muito para conseguir esta visibilidade estar em meio a Trending’s Topic’s e etc.. sempre é um objetivo um pouco distante a meros mortais como nós, mas ainda assim é possível se desenvolver, desde que haja um ou dois lendo o que você escreve já se é possível evoluir chegando quem sabe até a um nível profissional.

Não vou mentir, durante certo tempo eu e o Rafa sonhamos com certa visibilidade para o blog e em certos momentos de minha vida, eu ao colocar minha cabeça no travesseiro sonho em estar no meio da rua sendo comprimentado por fãs, ou tendo pessoas pedindo meu autrográfo. Mas o importante pra mim anda sendo exatamente crescer na escrita. Pois sonho em um dia tirar meu sustento disso, e quero isso mais que qualquer outra coisa, tenho moderado meus sonhos e a cada dia penso menos em ter fãs na rua chamando meu nome, e sonho mais em ter um trabalho onde o toque de um teclado ou a gravura de uma caneta sobre o papel me gere dinheiro para alimentar os meus hábitos, e dar um maior conforto aos meus avós.

Estou crescendo meus pés chegam cada dia mais ao chão, mas nunca esquecerei o quanto esse blog foi importante para mim, ou o quanto escrever me dá prazer, não vou esquecer dos meus sonhos, e se querem um unico conselho nesse post que talvez não faça sentido nenhum. Quer ser escritor comece com um Blog, e deixe as pessoas te criticarem vai valer a pena, vai fazer amigos, e quem sabe algum dia não entenda isso como sua verdadeira vocação, comigo foi assim por isso estou estudando de novo.

Anúncios